Festival de Balonismo em Torres

Num final de semana de agenda cheia, dois eventos super legais:  III Passeio Land Clube RS e o Festival de Balonismo de Torres. Dias de “Vem com a gente Viajante” cheios de emoção.

Festival de Balonismo de Torres

Fomos convidados pelos nossos amigos Rui e Miriam  para acompanhar de perto o Festival de Balonismo de Torres que está em sua 29ª edição. Este ano 42 balões participaram do Festival, colorindo o céu de Torres e atraindo muitos apaixonados e tantos outros curiosos.

Na categoria apaixonados estavam a Míriam e o Rui que este ano fizeram  parte da equipe técnica. É contagiante ver a paixão dos dois pelos balões, seu entusiasmo e envolvimento com o Festival. São conhecidos por todos o que facilitou muito nosso trabalho. Afinal, começamos na categoria curiosos sem saber que em poucos minutos nos apaixonaríamos pelos balões.

Esquadrilha da Fumaça

1X8A7373 Festival de Balonismo em Torres
Esquadrilha da Fumaça

Os turistas invadiram Torres para prestigiar o Festival de Balonismo que seria agraciado com a presença da Esquadrilha da Fumaça.

Nos deslocamos cedo para o local do festival, mas as ruas lotadas nos atrasavam. Mal entramos em campo e a Esquadrilha da Fumaça já fazia sua primeira passada.

Ficamos em um local privilegiado, isolados da multidão que nessa hora lotava o parque e seus arredores. Filmamos e fotografamos muitos. Nos arrepiamos com as manobras que por vezes nos fizeram abaixar as câmeras e ficarmos apenas admirando esses incríveis pilotos e suas máquinas.

As Provas

7G9A1288 Festival de Balonismo em Torres

Como éramos novatos no assunto, tínhamos muitas dúvidas sobre as provas. Participar do briefing nos aproximou desse universo de homens do ar. Ouve daqui, conversa dali, aprendemos algumas coisas sobre as provas que acontecem durante o Festival.

Na prova do “Caça à Raposa”, um balão decola em voo livre e, passado cerca de dez minutos, o juiz autoriza a decolagem dos demais, que devem persegui-lo. O balão raposa faz o possível para dificultar a perseguição. Ganha a prova o piloto perseguidor que pousar mais perto dele ou lançar sua marca mais próxima.

No “fly in”, os balões decolam fora da área do festival tentando jogar suas marcas o mais próximo possível de um alvo delimitado dentro da área do evento.

E tem a tão esperada “Prova da Chave”, também conhecida como a prova do mastro, esta é uma das tarefas mais disputadas. Nesta prova é colocada a chave de um carro 0 km, fixada no alto de um mastro de 6 a 10 metros de altura do chão. Todos os concorrentes decolam de uma distância mínima de 3 quilômetros do local de onde está o mastro e o objetivo é, sem tocar no solo, apanhar com as mãos a chave do carro. Esta é a prova mais emocionante, pois os pilotos passam com os seus balões bem pertinho do chão para poder apanhar a chave.

Os Balões

7G9A1384 Festival de Balonismo em Torres

Nós estávamos encantado com a movimentação dos competidores e suas equipes, com a organização e tamanho do evento. Mas do que não tirávamos os olhos eram dos balões. Ah eles sim são um espetáculo!

Tão grandes, tão leves, tão misteriosos. Seus preparativos para os voos são um ritual que envolve muita gente e é lindo. Desdobra balão, alinha, começa a encher com ar frio e depois ar quente.

Num destes momentos de total hipnose, onde o balão estava sendo inflado com ar frio, o André recebe o convite de entrar dentro do balão. Imagina você, dentro daquela enorme bola de tecido ultra fino que se movimenta como ondas… momento único que sempre será lembrado.

Ficamos no entorno deles o tempo que ficaram no chão e ao levantarem voo davam show deixando tudo colorido. Acompanhávamos até onde as lentes eram capazes, depois simplesmente os deixávamos ir… ansiosos pelo seu retorno.

E eles retornavam a noite, cheios de histórias para contar. E pensa que a noite descansavam? Que nada, a noite davam seu show em solo, o Night Glow.

Night Glow

1X8A8382 Festival de Balonismo em Torres

Nos despedimos do Festival de Balonismo acompanhando o Night Glow.

Um espetáculo que os pilotos e seus balões proporcionam a que se apaixona pelo Balonismo.

Os balões são distribuídos pelo campo, acendem e apagam no ritmo da música. Instante épico!

Curtimos muito o Festival de Balonismo, nos apaixonamos pelos balões e por tudo que são capazes de fazer: seus voos, seu poder de encantamento e de unir tanta gente boa ao seu redor.

Que venham mais momentos como este…

Valeu, Miriam e Rui!!!!

Comments

comments

Paula Segalla

Professora de ensino fundamental, vem fotografando profissionalmente desde 2012. Adora acampar e prefere banhos de rio aos de mar.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: